@SwanseaCity_BR

@SwanseaCity_BR

sábado, 24 de setembro de 2016

Review: Swansea 1-3 Manchester City



SWANSEA CITY 1 MANCHESTER CITY 3

Swansea joga muito bem, mas é superado pelo Manchester City no Liberty Stadium

Após ter mostrado evolução no confronto contra o Manchester City pela Copa da Liga na última quarta-feira, o Swansea recebeu os comandados de Pep Guardiola novamente, desta vez pela Premier League em uma partida que significava mais para ambas as equipes. A equipe de Francesco Guidolin jogou de igual pra igual com o City durante a maior parte do jogo, impondo muitas dificuldades ao time azul de Manchester. Porém, um erro individual mudou o rumo da partida e facilitou a vida dos visitantes que aproveitaram e venceram para dar ao seu comandante a décima vitória no comando da equipe.

Guidolin fez algumas mudanças na equipe, o zagueiro holândes Mike van der Hoorn, o capitão Leon Britton e Wane Routledge e Angel Rangel que foram bem pela Copa da Liga ganharam vagas no time titular. Kyle Naughton passou para a lateral esquerda e Rangel começou na direita. O Swansea começou o jogo no 4-3-2-1 tendo Britton com a função de fazer a saída de bola, Cork e Fer jogaram mais a frente do capitão, com Routledge sendo o winger no lado direito e Sigurdsson de deslocando da esquerda para o meio. Fernando Llorente começou no ataque e fez sua melhor partida com a camisa da equipe do sul de Gales.

Guardiola fez uma mudança significativa na equipe, sem Nolito suspenso, Pep contou com o retorno de Davi Silva e escalou um time bastante técnico no meio campo, tendo Fernandinho, Gundogan, Silva, De Bruyne e Sterling juntos. Sergio Aguero também fez seu retorno após cumprir três jogos de suspensão por uma agressão no zagueiro Winston Reid do West Ham há algumas semanas. O atacante argentino foi o grande nome do jogo.

Swansea equilibra primeiro tempo com o City

O jogo começou como esperado, com o Manchester City dominado a posse de bola. Porém, o Swansea foi bastante perigoso no início da partida. Logo aos 3 minutos, Leroy Fer roubou a bola no meio de campo e avançou, após ter seu primeira passe interceptado por Otamendi, tocou para Sigurdsson que dentro da área dominou no peito e cruzou para Routledge que cabeceou fraco sem perigo. Após outra chegada com certo perigo do Swansea, que teminou com falta de Cork no zagueiro Otamendi, foi o City quem abriu o placar aos 8 minutos com Sergio Aguero. Ele recebeu de Sagna, passou fácil por Amat e finalizou forte no meio das pernas de Fabianski inaugurando o marcador para os visitantes. Os Swans não se abalaram com o gol sofrido e 4 minutos depois chegaram ao empate. Após Kolarov rebater mal para a intermediária, a bola ficou com Sigurdsson que com a perna direita deu deu ótimo passe para Llorente que contou com o escorregão de Sagna e finalizou no ângulo de Bravo de canhota marcando seu primeiro gol com a camisa do Swansea. O goleiro chileno já havia feito grande defesa em jogada bem construída pelo Swansea, onde Naughton recebeu de Sigurdsson e cruzou rasteiro para finalizar e parar em Bravo. Aos 16, Kevin De Bruyne bateu falta por cima do gol. No minuto 33, Sigurdsson roubou bola de Aguero no campo de ataque e cruzou para a área, van der Hoorn cabeceou para fora. Segundos depois, foi a vez do City recuperar bola no campo de ataque e após ótima tabela entre Sterling, Aguero e De Bruyne, o meia belga saiu livre com Fabianski na entrada da área, mas finalizou para fora. Aos 36, Sigurdsson bateu falta de longa distância no meio do gol e Bravo defendeu com tranquilidade. No final da primeira etapa, Sterling saiu da bola e a deixou para Gundogan finalizar forte, mas sem direção ao gol. Dois minutos depois, após cobrança de falta de Bruyne para a área, Aguero desviou para trás, só que Mike van der Hoorn impediu que Kolarov completasse para o gol.

INTERVALO: Swansea 1-1 Manchester City 

O Swansea veio para a segunda parte com a intenção de vencer o jogo. Após ótima tabela com Sigurdsson, Routledge tentou encontrar Llorente dentro da área, mas o passe foi forte demais. Dez minutos depois, o City chegou com perigo, Gundogan fez linda jogada no meio de campo e encontrou David Silva, que passou de primeira para Aguero finalizar, porém Jordi Amat travou o atacante argentino fazendo com que a bola fosse para escanteio. O City teve grande chance com Sterling, De Bruyne conduziu a bola no meio e passou para Aguero que devolveu para o belga, o titular da Bélgica tocou para o winger inglês que finalizou mal e Naughton tirou a bola da direção do gol. Aos 60, Kevin De Bruyne deu ótimo passe vertical para Sterling que driblou Fabianski, mas deixou a bola sair pela linha de fundo. O Manchester City dominava o jogo neste momento, mas esbarrava no bom jogo do sistema defensivo do Swansea e em algumas atuação individuais não tão boas assim de seus jogadores. Até que De Bruyne dominou a bola na área e sofreu uma cotovelada do zagueiro holândes Mike van der Hoorn que facilitou a vida dos comandados de Pep Guardiola, com extrema categoria Aguero bateu no meio dol e colocou o City novamente acima no placar. Com isso, o Swansea passou a ir mais ao ataque e a dar mais espaço para o Manchester City. Após um chute de Aguero ter sido bloqueado, a bola ficou com Silva que finalizou de fora da área e após ela ter sido desviada, foi no ângulo de Fabianski que só com sua mão direita fez uma belíssima defesa. Três minutos depois, o City matou o jogo com Sterling. Após passe de Britton ter sido desviado no campo de ataque do Swansea, a bola ficou com David Silva que de primeira passou para De Bruyne que tocou para Sterling entrar na área, dar belo drible em Naughton e bater no canto esquerdo baixo do goleiro polônes do Swansea, matando o jogo. O Manchester City ainda teve mais uma grande chance, Aguero deu para Silva que foi antecipado por Sigurdsson, o islândes sem querer passo para Fernandinho que tentou driblar Fabianski, mas sem sucesso, a bola ainda bateu esquerdo e foi pela linha de fundo.

Estatísticas
                                                      SWA    MC
Posse de bola                               41%      59%
Chutes                                            13      18
Chutes no alvo                                5          4
Escanteios                                        2         7
Faltas                                               15       9
Impedimentos                                 1         2
Passes completados                     77%     86%
Escalações

SWANSEA: Fabianski; Rangel, van der Hoorn, Amat, Naughton, Britton (Borja, min 79), Cork (Ki Sung-yueng, min 73), Fer, Sigurdsson, Routledge (Barrow, min 73), Llorente.

MAN CITY: Bravo; Sagna (Zabaleta, min 78), Otamendi, Stones, Kolarov, Fernandinho, De Bruyne (Navas, min 81), Gundogan (Fernando, min 68), Silva, Sterling, Aguero.


























Mais informações »

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Preview: Swansea v Manchester City

Resultado de imagem para swansea vs man city






















Swansea City v Manchester City    Liberty Stadium    24/09/16
Horário da Partida: 11:00 (Brasília)
Transmissão: Ao vivo na

O Swansea terá um duro desafio neste sábado quando receberá o Manchester City no Liberty Stadium pela segunda vez em quatro dias. A equipe galesa foi eliminada em casa da Copa da Liga pela equipe azul de Manchester e não vence pela liga desde a abertura da temporada. A partida é considerada crucial para o treinador Francesco Guidolin que está muito pressionado e já convive com alguns rumores de uma possível troca no comando técnico do clube. Já o City lidera a Premier League e venceu todos os jogos oficiais que fez sob a gestão de Pep Guardiola. Jogando um futebol de encher os olhos, os Citizens são os grandes favoritos do confronto.  

O atacante Borja Bastón poderá fazer sua primeira partida como titular na Premier League, após ter começado no meio de semana pela Copa da Liga. O winger Nathan Dyer realizou uma cirurgia para remover o crescimento ósseo extra em seu tornozelo e deverá ser desfalque até a metade do mês de Dezembro. No Manchester City, o atacante Sergio Aguero retorna ao time após ter cumprido uma suspensão de três jogos. O meia David Silva pode retornar após uma lesão muscular. Vincent Kompany está fora após ter sofrido uma lesão na virilha em seu retorno após 5 meses afastado.  

Prováveis escalações:

SWANSEA: Fabianski; Naughton, Fernandez, Amat, Kingsley, Britton, Cork, Fer, Sigurdsson, Barrow, Borja.

MAN CITY: Bravo; Sagna, Otamendi, Stones, Kolarov, Fernandinho, Sterling, Gundogan, De Bruyne, Silva, Aguero.

-Curiosidades

  • O Manchester City está invicto em seus últimos oito encontros pela liga com o Swansea, vencendo seis e empatando dois.
  • Os Swans venceram apenas um de seus 10 jogos de Premier League contra o City -  foi uma vitória por 1 a 0 em Março de 2012. 
  • O Swansea não venceu em suas últimas 4 partidas na Premier League - esta sequência se iguala a pior sob o comando de Francesco Guidolin (também 4 jogos em Fevereiro de 2016).
  • Os 4 pontos conquistados pelo Swansea nesta temporada é o pior início da equipe após 5 partidas em uma temporada de Premier League.
  • A equipe galesa busca vencer pela primeira vez em casa na liga nesta temporada (1E, 1D).
  • O Swansea ainda não marcou um gol sequer no primeiro tempo em sua atual campanha na Premier League. 
  • Pep Guardiola venceu suas cinco primeiras partidas de Premier League - o único treinador a vencer mais foi Carlo Ancelotti, que venceu os seus primeiros seis jogos como técnico do Chelsea em 2009.
  • O City também venceu suas primeiras cinco partidas pela liga na temporada passada, mas eles jamais venceram seus seis primeiros jogos de uma campanha na primeira divisão antes.
  • Sergio Aguero marcou nove gols em cinco partidas por todas as competições com o Manchester City na atual temporada.
  • Kelechi Iheanacho marcou 10 gols na Premier League com apenas 14 chutes no alvo. 
Mais informações »

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Review: Swansea 1-2 Manchester City



SWANSEA CITY 1 MANCHESTER CITY 2

Swansea mostra evolução, mas é derrotado e está fora da Copa da Liga

O Swansea recebeu o atual campeão Manchester City pela terceira rodada da Copa da Liga Inglesa. Após uma terrível performance no último domingo pela Premier League, a equipe mostrou mais organização e fez um bom jogo contra os comandados de Pep Guardiola. No final, os Swans perderam a partida, mas diferente dos últimos jogos na liga, o time mostrou muita determinação e comprometimento dentro de campo.

Francesco Guidolin fez 8 mudanças em relação ao time que perdeu do Southampton no último fim de semana. Borja Bastón, a contratação mais cara da história do clube fez sua primeira partida como titular pelo Swansea. O lateral-esquerdo Neil Taylor retornou ao time. O goleiro Nordfeldt recebeu mais uma chance pela copa e o zagueiro Mike van der Hoorn animou os fãs da equipe com uma boa partida tendo Amat ao seu lado no centro da defesa. No meio-campo, Leon Britton foi o capitão do time, tendo Jay Fulton e Jack Cork como parceiros no setor. Kyle Nauhgton jogou como winger pelo lado direito, entrando na vaga que teoricamente seria de Jefferson Montero que estava em boas condições e foi preservado. Angel Rangel foi o lateral-direito titular e Wayne Routledge completou o time como winger pelo lado esquerdo.

O Manchester City veio par a partida com 9 mudanças em relação a equipe que venceu o Bournemouth no último sábado. O capitão Vincent Kompany fez sua estreia sob o comando de Guardiola, mas deixou a partida no final por conta própria com uma lesão que assustou os torcedores do City. Willy Caballero voltou ao gol após ter ido para o banco de reservas com a chegada de Claudio Bravo. O treinador espanhol dos Citizens levou jovens para Gales e deu oportunidade a alguns deles, o meio-campista Aleix Garcia foi um dos destaques da partida. 

Com estratégias diferentes, equipes ficam no zero na primeira etapa 

O Manchester City como de costume começou a partida tentando se impor sobre seu adversário. Logo no minuto 12, Navas recebeu na direita e passou para Zabaleta que vez boa ultrapassagem e cruzou para trás, o jovem espanhol Angelino Tasende finalizou para fora. Aos 14, o zagueiro Stones do City recuou para Caballero que tentou sair jogando por baixo com Kompany, mas deu nos pés de Borja Bastón que de primeira chutou, o goleiro espanhol ainda tocou na bola mandando ela para escanteio. Aos 31, Jesus Navas driblou Fulton e arriscou de fora da área, mas Nordfeldt defendeu com tranquilidade. Poucos minutos depois, foi a vez do Swansea sair jogando mal com Amat, Fernando antecipou Jay Fulton e de primeira passou para Navas que rolou para Garcia na direita fazer bom cruzamento rasteiro para Iheanacho, van der Hoorn não permitiu que a bola chegasse no atacante nigeriano e cortou para o gol, Nordfeldt impediu que ela entrasse no gol. Aos 42, Navas recebeu de Fernando e novamente arriscou de longa distância, desta vez por cima do gol. 

INTERVALO: Swansea 0-0 Manchester City

O Swansea voltou para a segunda parte animado após o bom primeiro tempo que fez. Logo no segundo minuto, Cork recebeu bom passe de Fulton na direita e cruzou para Borja que tentou uma bicicleta, mas finalizou mal para fora. Dois minutos depois, o City fez bela jogada de contra-ataque e Sané passou para Clichy que avançou com a bola pelo meio e passou para Angelino na esquerda, o jovem devolveu para o lateral-esquerdo que dentro da área finalizou com sua perna direita, a bola desviou em Neil Taylor impedindo qualquer chance de defesa do goleiro Nordfeldt do Swansea. 1 a 0 City. Aos 58, já com De Bruyne em campo, o Manchester City chegou novamente, o meia belga recebeu de Sane e passou para Clichy na esquerda que cruzou, Jay Fulton saiu jogando mal e a bola sobrou para Angelino finalizar de primeira, por cima do gol. O City chegou ao seu segundo gol aos 67, Navas boa jogada no lado direito e cruzou, Mike van der Hoorn afastou, a bola sobrou para Amat e De Bruyne dividirem, o jogador da seleção da Bélgica ganhou a bola, o Swansea pediu falta, o arbitro não marcou nada e ela ficou com Jesus Navas que rolou atrás para Aleix Grcia finalizar rasteiro com a perna esquerda no canto esquerdo de Nordfeldt aumentando para o Manchester City. Dois minutos após o gol, Kompany deu ótimo passe para Sane que como de costume na equipe de Guardiola, cruzou para trás, De Bruyne finalizou para a boa defesa do goleiro sueco do Swansea. Francesco Guidolin ja havia feito duas mudanças no time, Fer e Sigurdsson entraram nos lugares de Cork e Naughton. Na parte final da partida, Borja Bastón deu lugar a Barrow que já nos acréscimos recebeu de Sigurdsson, tabelou com Routledge e fez belo cruzamento com o pé direito para o meio-campista islândes só escorar com a perna esquerda no canto direito de Caballero marcando um bonito gol coletivo para o Swansea. O time galês foi para apressão no final em busca do empate, após cobrança de escanteio a bola sobrou fora da área para Routledge que fez lançamento para Barrow escorar de cabeça para o meio da área, porém o winger gambiano estava em impedimento.   

Estatísticas
                                                     SWA      MC
Posse de bola                            40%       60%                   
Chutes                                           7            9
Chutes no alvo                             4             4
Escanteios                                    8             2
Faltas                                             9           10
Impedimentos                              2              4

Escalações

SWANSEA: Nordfeldt; Rangel, van der Hoorn, Taylor, Britton, Cork (Fer, min 55), Fulton, Naughton (Sigurdsson, min 61), Routledge, Borja (Barrow, min 75).
               
MAN CITY: Caballero; Zabaleta, Kompany, Stones, Clichy, Fernando, Angelino (De Bruyne, min 58), Aleix Garcia (Adarabioyo, min 60), Navas, Sané, Iheanacho (Diaz, min 80).

















Mais informações »

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Preview: Swansea v Manchester City

Swansea City v Manchester City    Liberty Stadium    21/09/16
Horário da Partida: 15:45 (Brasília)
Transmissão: Exclusivo no

O Swansea começa nesta quarta-feira, uma série de dois confrontos com o Manchester City no Liberty Stadium. O primeiro deles será válido pela terceira rodada eliminatória da Copa da Liga Inglesa. Pressionado e com alguns problemas internos, o treinador do Swansea Francesco Guidolin recebeu o apoio de Leon Britton que pediu para os jogadores respeitarem o técnico italiano e para resolverem os problemas de forma interna. Já o City de Pep Guardiola está em grande fase, líder da Premier League com 8 vitórias em oito partidas oficiais sob o comando do espanhol, os Citizens aparecem como os grandes favoritos a avançarem neste confronto.

O Swansea poderá ter 8 mudanças no time titular para esta partida. Entre elas, o atacante espanhol Borja Bastón que poderá fazer sua primeira partida como titular pela equipe galesa. Neil Taylor deverá retornar ao 11 inicila após nem ter sido relacionado contra o Southampton. O zagueiro Alfie Mawson ainda não fará sua estreia pelo Swansea, devido ao fato de já ter jogado a competição pelo Barnsley. Leon Britton será o capitão da equipe na partida. No Manchester City, Guardiola deu a entender que o zagueiro Vincent Kompany fará sua primeira partida sob sua gestão, após ter se recuperado de uma lesão na coxa. O técnico do City, deixou bem claro que o meio-campista Yaya Toure não irá jogar até que o agente do jogador se desculpe com ele após algumas declaração dadas contra o manager espanhol. O meia David Silva segue como dúvida por causa de um problema na perna. Pep Guardiola relacionou jovens para este jogo e deverá dar uma oportunidade a alguns deles.

Prováveis escalações:

SWANSEA: Nordfeldt; Rangel, van der Hoorn, Amat, Taylor, Britton, Cork, Fulton, Routledge, Montero, Borja.

MAN CITY: Caballero; Adarabioyo, Kompany, Angelino, Maffio, Fernando, Navas, Gundogan, Garcia, Sane, Iheanacho.

-Curiosidades
  • As duas equipes jamais se enfrentaram pela Copa da Liga Inglesa.
  • O Manchester City venceu sete de seus últimos 10 jogos de Copa da Liga contra equipes da Premier League (1E, 2D). O empate foi contra o Liverpool na final da temporada passada, em que o City venceu nos pênaltis.
  • O Manchester City venceu duas das últimas três edições da Copa da Liga (2014 e 2016), enquanto que o Swansea foi o campeão em 2013.
  • O Swansea perdeu em apenas um de seus cinco encontros com times da Premier League pela Copa da Liga Inglesa, foi uma derrota de 2 a 1 para o Liverpool em Outubro de 2014 (3V, 1E).
  • Os Citizens perderam apenas uma de suas últimas 12 partidas contra os Swans por todas as competições (9V, 2E). 























Mais informações »

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Review: Southampton 1-0 Swansea

















SOUTHAMPTON 1 SWANSEA CITY 0 

Em mais uma partida lastimável, Swansea é dominado e perde do Southampton no St. Mary's Stadium

O Swansea visitou neste último domingo (18) o Southampton em busca de sua segunda vitória na Premier League. Após uma primeira meia hora de jogo sem muita inspiração dos dois lados, os Saints dominaram a partida a partir do final da primeira etapa e conquistaram sua primeira vitória sob o comando de Claude Puel na liga.


Francesco Guidolin fez apenas uma mudança na equipe titular em relação ao time que começou no empate contra o Chelsea na semana passada. Neil Taylor que ficou furioso ao ser substituído ainda no primeiro tempo, não foi nem relacionado para enfrentar os Saints e deu lugar a Barrow. Com isso, o Swansea começou a partida com uma linha de 4 na defesa e 3 jogadores no centro do campo, Cork, Ki e Fer. Sigurdsson fazia a ligação para Llorente, tendo Modou Barrow caindo pelo lado direito. No momento defensivo, a equipe defendia no 4-4-2 tendo Barrow fechando o lado direito e Fer se deslocando para fazer a mesma função na esquerda.


No Southampton, o técnico Claude Puel deixou Charlie Austin, principal destaque da equipe na vitória sobre o Sparta Praha pela Europa League no meio de semana com dois gols, começou o jogo no banco de reservas. O treinador francês fez apenas uma mudança em relação ao time que perdeu do Arsenal na última rodada. Jay Rodriguez perdeu o lugar para Shane Long, com isso os Saints jogaram no 4-3-3, variando para o 4-4-2 diamante com muita movimentação entre os três atacantes, mas em princípio tendo Tadic no lado direito que centralizava para criar jogadas muitas vezes, Redmond na esquerda e Long se movimentando no centro. 


Em primeiro tempo morno, Redmond perde chance incrível


A partida começou com o Swansea esperando mais o Southampton em seu campo, mas o time da casa não chegou com perigo no início do jogo. A primeira finalização da partida foi do Swansea, após cruzamento que veio da esquerda, a bola passou por Ki e sobrou para Naughton que finalizou para a tranquila defesa de Forster. Os visitantes chegaram de novo, desta vez na bola parada. Sigurdsson cruzou com pouca força, Fernandez ajeitou e Fez finalizou muito mal para fora. O Southampton chegou pela primeira vez com perigo aos 13 minutos, Redmond avanço com a bola pela direita e tocou para Long que finalizou fraco para a defesa de Fabianski, no rebote os jogadores dos Saints que fora em busca dela estavam em posição irregular e o assistente marcou. Aos 17, Shane Long recebeu no lado esquerdo e cruzou para Davis que cabeceou para fora. No minuto 34, após cobrança de escanteio pela esquerda, o zagueiro Virgil van Dijk cabeceou bem para o chão e Fabianski fez boa defesa. Aos 43, a melhor chance do primeiro tempo, o atacante Long veio no meio do campo e escorou para Redmond que só escorou para Tadic ligando o contra-ataque do time da casa, o meia deu lindo chapéu em Kingsley e passou devolveu para Redmond que passou fácil por Amat e livre, de frente para o gol mandou por cima perdendo chance rara para os Sainst. O Southampton terminou o primeiro tempo pressionando, mas saiu frustrado com esta grande chance desperdiçada. 


INTERVALO: Southampton 0-0 Swansea


O Swansea voltou para o segundo tempo com uma mudança, Kingsley que sofreu na primeira etapa deu lugar a Rangel. Com isto, Naughton passou a jogar como lateral-esquerdo. A segunda etapa, começou com pressão do Southampton em busca do gol. Logo aos 48, Redmond na direita, passou para Oiol Romeu que deu ótimo passe nas costas de Amat, deixando o jovem winger inglês em ótima condição de marcar, porém equivocadamente foi marcado impedimento. Em seguida aos 49, Bertrand fez ótimo cruzamento para Charlie Austin que substituiu Shane Long desviar para fora, levando muito perigo ao gol do Swansea. O meio-campista Højbjerg substituiu Clasie no Southampton. Aos 61, outra ótima jogada coletiva do time da casa, Tadic e Davis tabelaram pela direita e o sérvio deu ótimo passe para Redmond que cruzou rasteiro para Austin, porém o atacante finalizou no travessão de frente para o gol de Fabianski. Um minuto depois, Tadic cruzou com a perna direita para a área, Amat cortou mal e a bola sobrou para Charlie Austin que dominou no peito e finalizou com precisão no ângulo esquerdo do goleiro polônes do Swansea, finalmente abrindo o placar para os Saints. Logo após o gol, Francesco Guidolin colocou Montero no lugar de Ki, que repetiu não gostou e repetiu a atitude de Taylor na semana passada. Com isso, o Swansea passou a ser um time agressivo com o winger equatoriano fazendo algumas boas jogados no lado esquerdo. O treinador dos Saints Claude Puel colocou Martina no lugar de Tadic para reforçar a marcação no setor. No minuto 82, Borja Bastón substituiu Cork podendo finalmente realizar sua estreia pelo Swansea. Nos minutos finais, o Swansea teve sua melhor chance no jogo, Llorente deu bom passe para Sigurdsson que dentro da área, finalizou fraco para a defesa de Forster.


Estatísticas
                                        SOU       SWA
Posse de bola                  53%        47%
Chutes                              19              9
Chutes no alvo                   6               3
Escanteios                          7              1  
Faltas                                 14             9
Impedimentos                     5              1
Passes completados        83%         78%

Escalações

SOUTHAMPTON: Forster; Cedric, Fonte, van Dijk, Bertrand, Romeu, Clasie (Højbjerg, min 54), Davis, Tadic (Martina, min 81), Redmond, Long (Austin, min 54).

SWANSEA: Fabianski; Naughton, Fernandez, Amat, Kingsley (Rangel, min 45), Cork (Borja Bastón, min 82), Ki (Montero, min 66), Fer, Sigurdsson, Barrow, Llorente.




















a







Mais informações »

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Preview: Southampton v Swansea

Resultado de imagem para southampton vs swansea
Southampton v Swansea City    St. Mary's Stadium    18/09/16
Horário da Partida: 10:15 (Brasília)
Transmissão: Ao vivo na 

Após o bom desempenho contra o Chelsea na rodada passada, o Swansea espera trazer as coisas positivas que realizou nesta partida para conquistar outro bom resultado no jogo deste fim semana. O adversário deste domingo será o Southampton que também não começou bem a temporada e irá finalizar contra os Swans uma semana desgastante devido a sua participação na Europa League. 

O treinador do Southampton Claude Puel deverá trazer de volta ao time titular, uma série de jogadores que não participaram da vitória sobre o Sparta Praha na última quinta-feira pela UEFA Europa League. O atacante Jay Rodriguez terá sua condição física avaliada pelo clube. No Swansea, o atacante Borja Bastón foi relacionado pela primeira vez, após ter se recuperado de uma lesão na coxa que atrasou sua estreia pela equipe. Nathan Dyer sofreu um grave problema no tornozelo e será desfalque por 2 meses.

Prováveis escalações:

SOUTHAMPTON: Forster; Cedric, Fonte, Van Dijk, Bertrand, Romeu, Davis, Clasie, Tadic, Redmond, Long.

SWANSEA: Fabianski; Naughton, Fernandez, Amat, Kingsley, Cork, Ki, Fer, Sigurdsson, Barrow, Llorente.

-Curiosidades
  • O Southampton perdeu apenas um de seus oito encontros com o Swansea na Premier League (5V, 2E).
  • Os Swans não marcaram em 5 dos últimos 7 confrontos contra os Saints.
  • Faz mais de 10 que Claude Puel e Francisco Guidolin se enfrentaram pela última vez como treinadores, quando o Lille de Puel venceu o Monaco de Guidolin por 1 a 0 em Fevereiro de 2006.
  • O Southampton é uma das três equipes que ainda não venceram na temporada atual da Premier League, junto com Stoke e Sunderland.
  • Claude Puel poderá se tornar o primeiro treinador dos Saints a não vencer em nenhuma de suas cinco primeiras partidas comandando o time na Premier League, desde que Harry Redknapp ficou os seus 7 primeiros jogos da liga sem vencer no comando da equipe entre Dezembro de 2004 e Janeiro de 2005.
  • O Southampton chegou a 16 partida de liga sem conquistar um clean sheet - a maior sequência atual na primeira divisão.
  • O Southampton é a equipe que permitiu menos chutes (10) dos adversários no alvo neste início de Premier League, porém os Saints já sofreram 6 gols. 
  • Houve um gol marcado nos últimos 11 minutos de cada partida envolvendo o Swansea nesta temporada da Premier League - em três vezes o gol mudou o resultado do jogo.
  • Gylfi Sigurdsson se tornou o maior artilheiro da história do Swansea na Premier League com 26 gols, quando ele marcou contra o Chelsea na rodada passada.
  • Leroy Fer marcou três dos 4 gols do Swansea nesta temporada da Premier League.
  • Após enfrentar o Southampton, o Swansea terá uma sequência de três partidas difícil na liga. Recebendo Manchester City e Liverpool e visitando o Arsenal.








































































Mais informações »

ASSINE NOSSO E-MAIL E GRATIS